O que é ESG e como iniciar na sua empresa?

O que é ESG e como iniciar na sua empresa?

No Brasil, o interesse pelo assunto tema ESG tem crescido bastante. Segundo o Google Trends, a busca pelo tema cresceu 150% em um ano, de fevereiro de 2021 até fevereiro deste ano. Isso só demonstra a relevância do tema.

Mas, por que ESG? O que significa este termo, você saberia explicar? Você sabe como introduzi-lo na sua empresa? Qual é a sua importância e quais são seus cases de sucesso?

Pensando nessas questões, fizemos este artigo para ajudar você a entender e avaliar se esse conceito está enraizado ou não e como aplicá-los. Se não quiser perder mais tempo, venha com a gente nesta leitura.

O que é ESG?

ESG é uma sigla em inglês de Environment, Social, Corporate Governance, que traduzido fica ASG, sendo Ambiental, Social e Governança. No entanto, isso vai além de uma sigla.

Por meio do ESG, uma empresa se direciona rumo ao desenvolvimento sustentável, observando não somente a preservação natural, mas como ela pode atuar em prol da própria sociedade na qual está inserida e como ter uma gestão eficiente e ética, que contribua com o ideal de sustentabilidade.

Como surgiu o ESG?

O conceito de ESG ocorreu em 2004, quando o secretário-geral da ONU, Kofi Annan, ao discursar aos CEOs presentes na reunião, provocou uma reflexão sobre qual papel as empresas poderiam desempenhar eficientemente no mercado de capitais, visando questões:

  • sociais;
  • ambientais;
  • corporativas.

A inclusão dessas questões na pauta das empresas se tornou importante desde aquele momento até os dias atuais, porque ajudaria a implementar no mercado práticas que efetivamente resultem em melhores resultados para a sociedade a um médio e longo prazo.

Mas, quais são os impactos disso no mercado?

Quais os impactos do ESG?

Adotar o ESG na sua empresa pode trazer uma série de benefícios para o futuro do planeta, para a nossa sociedade e para a construção de um mundo melhor.

Além disso, esse conjunto de práticas pode atrair para a empresa bons investimentos, impactando positivamente nas finanças da companhia.

Outro ponto à favor é o fato de que o ESG pode conquistar muitos clientes engajados com a sua marca, já que as pessoas estão mais interessadas em uma empresa que não somente forneça a elas o que elas precisam, mas em uma companhia que também:

  • reflita e tome atitudes sustentáveis em prol do meio ambiente;
  • entenda a importância de ter uma gestão ética e responsável;
  • perceba e valorize os seus colaboradores durante o processo de trabalho;
  • acolha e respeite a diversidade de ideias e de pessoas na gestão.

Por que é importante as empresas aplicarem o ESG?

Segundo um levantamento da XP, existem três fatores importantes para a aplicação do ESG.

O primeiro é o engajamento dos investidores e o comportamento dos consumidores. Eles estão cada vez mais nítidos já que ambos consideram investir ou comprar de empresas que não somente visam o lucro, mas também a sustentabilidade.

Afinal, o ESG é utilizado também como um padrão de avaliação para verificar se as empresas estão ou não assumindo responsabilidades nas esferas social, ambiental e de governança.

Isso pode ser constatado na atitude do no Fundo Soberano da Noruega, que anunciou um compromisso de desinvestir US$ 13 bilhões em ativos atrelados a combustíveis fósseis, uma fonte de energia não-renovável e extremamente prejudicial ao planeta, o contrário do que pregam as ações ESG, que preza pela eficiência energética, a busca por fontes limpas de energia e modelos mais econômicos e eficazes.

O segundo ponto está na própria regulação governamental que força cada vez mais a aplicação do ESG nas empresas. Governos ao redor do mundo têm, cada vez mais, traçado metas relacionadas ao estabelecimento dessas práticas nas companhias, como tem ocorrido na União Europeia e agora no Brasil.

Por fim, o terceiro fator é o alto retorno financeiro que as ações ESG têm dado às empresas. Segundo a Bolsa Americana, num período de 2009 até março de 2020, marcas que adotaram o ESG tiveram uma alta expressiva em comparação com as que não adotaram as práticas, tendo uma diferença de 52 pontos percentuais no período.

Como começar a introduzir o ESG na empresa?

Como começar a introduzir o ESG na empresa?

Diante de todos os impactos positivos à sociedade, introduzir o conceito ESG é importante tanto pelas ações quanto pelo que elas podem gerar de resultados positivos para a visibilidade da empresa. Como começar?

Em primeiro lugar, é preciso verificar como a empresa já lida internamente com as questões ambientais, sociais e corporativas. Analisar de maneira profunda toda a empresa é importante, é o que diz o fundador do IBGC e conselheiro de empresas, José Monforte em matéria da Exame.

Segundo ele, o ESG deve estar inserido no propósito da companhia, de acordo com um planejamento estratégico e ele só se implementa realmente “quando está em todos os processos de decisão da companhia”.

Outro caminho interessante é analisar se a sua empresa está em conformidade com os dez princípios do Pacto Global e se está contribuindo para o alcance dos Objetivos De Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Além disso, é preciso adotar algumas medidas essenciais, como implementar algumas ações, definindo:

  • quem criará a estratégia ESG
  • programas de compliance para aplicar o ESG
  • novos indicadores e práticas que atendam ao modelo ESG
  • como se comunicar com os colaboradores com transparência aos stakeholders

ESG: Conheça alguns cases

De acordo com o relatório ESG de A a Z, da Expert XP, a Ambev é uma referência de empresa que possui o conceito bastante enraizado na sua cultura. Segundo o site da companhia de bebidas, o ESG é para eles “uma visão estratégica e multi-stakeholder para criação de valor de longo prazo alinhada a impacto socioambiental positivo e transformador.”

Além disso, a Ambev faz parte do grupo de empresas integrantes da Rede Brasil do Pacto Global das Nações Unidas, cujo objetivo é reunir companhias que se disponham a gerenciar seus negócios de modo mais sustentável.

Um outro case interessante é a Algar Telecom, que em 2022, foi reconhecida, pelo segundo ano consecutivo, como a empresa mais sustentável no setor de Telecomunicações segundo o ranking Exame Melhores do ESG 2022. Isso é perceptível em algumas práticas como:

  • Redução de 79% nas emissões de gases do Efeito Estufa, desde 2013;
  • 100% do nosso consumo de energia é proveniente de fontes renováveis;
  • Coleta de 72 toneladas de resíduos eletrônicos coletados e destinados de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS);
  • Frota sustentável, tendo 94% dela abastecida com ETANOL;
  • Adequação dos processos online de acordo com as regras da LGPD;
  • Investimento em programas sociais no Brasil e na América Latina;

Como aprender mais sobre essa área?

Como você viu, o ESG é um conjunto de práticas que serve de parâmetro para avaliar se sua empresa está no caminho ou não do desenvolvimento sustentável de acordo com os três pilares apresentados.

Para que você possa aprender mais e se preparar,selecionamos 6 cursos reconhecidos pelo mercado:

  • Jornada “Executivo de Impacto”, da Exame Academy
  • ESG, o que todo profissional deve saber, da INBS;
  • ESG: um novo jeito de investir, da BlackRock em parceria com a XP;
  • Introdução ao ESG, da Civics;
  • ESG na prática: Como implementar a sustentabilidade nas organizações, da ESPM;
  • Environmental, Social and Governance: Teoria e Prática, da FGV.

Espero que esse artigo tenha te ajudado a entender mais sobre como é possível iniciar o ESG na sua empresa.

Avalie este post