Black Friday e cibersegurança: como manter suas filiais protegidas de ameaças online

A palavra “ciberataque” tem se tornado cada vez mais comum aqui no Brasil, aumentando em períodos como a Black Friday. Isso porque o nosso país é o maior alvo de ataques cibernéticos da América latina. Em relação a 2022, tivemos neste ano um aumento de 19% no número de ataques, sendo superior até mesmo à média global (13%), como aponta o relatório “Global DDoS Threat Intelligence“, da Netscout. 

Apenas em junho deste ano, já foram registrados mais de 185 mil casos de ciberataques e a tendência é que, até o fim de 2023, esse número cresça mais, principalmente na Black Friday e em épocas de sazonalidade em vendas.

Isso porque, em períodos de alto volume para o comércio online, muitas empresas e pessoas ficam mais suscetíveis a caírem em golpes online, já que chamadas com descontos e ofertas tentadoras podem atrair os desavisados.

Por isso, este artigo trará algumas dicas para você que está interessado em garantir proteção para a sua empresa e filiais, principalmente em períodos importantes, como a Black Friday.

Não deixe de continuar a leitura e conferir mais!

A importância da cibersegurança para época de alta em vendas

A cibersegurança desempenha um papel crítico para as empresas, principalmente as que possuem negócios online, durante momentos sazonais de pico de vendas, como a Black Friday. Nesse cenário, no qual o volume de transações e o tráfego nos sites aumentam substancialmente, os riscos associados a ataques cibernéticos também se ampliam consideravelmente.

Ameaças como phishing, malware, ransomware e ataques de negação de serviço (DDoS) se tornam cada vez mais frequentes e sofisticadas. Cibercriminosos aproveitam a agitação das promoções para lançar ataques direcionados a sites de e-commerce, visando roubar dados financeiros de clientes, como informações de cartões de crédito e detalhes pessoais.

Além disso, a vulnerabilidade a ataques DDoS cresce, podendo causar indisponibilidade dos servidores e do site. Esse downtime resultante de um ataque pode levar a perda de vendas imediatas e a danos duradouros à reputação da marca, afastando clientes mesmo após o evento.

O aumento das transações online nos períodos sazonais também traz consigo um risco significativo de roubo de identidade, uma vez que as informações pessoais dos clientes ficam expostas. Hackers podem explorar vulnerabilidades na infraestrutura de segurança e obter acesso a informações sensíveis, levando a consequências graves, como fraude e comprometimento de dados.

Investir em cibersegurança durante a Black Friday e eventos de vendas intensos acaba se tornando, portanto, uma ação fundamental. Além de preservar os dados dos clientes, essa abordagem protege a reputação da empresa, a confiança dos consumidores e evita custos significativos associados a violações de segurança.

Black Friday e cibersegurança: como conciliar a proteção da sua empresa durante o período

Proteger sua empresa durante a temporada de Black Friday e eventos de grande desconto é de extrema importância, já que esses períodos podem atrair uma grande quantidade de tráfego online e aumentar o risco de ataques cibernéticos.

A seguir, você confere algumas dicas para conciliar a proteção da sua empresa durante esses períodos:

#1 Avalie sua infraestrutura de segurança cibernética

Antes da temporada de Black Friday, revise sua infraestrutura de segurança cibernética. Isso inclui firewalls, sistemas de detecção de intrusões, antivírus, sistemas de prevenção de ataques de negação de serviço (DDoS), entre outros. Certifique-se de que eles estejam atualizados e configurados adequadamente.

E não deixe para fazer isso próximo demais da data. Ao postergar essas boas práticas com antecedência você deixa a sua empresa mais suscetível.

#2 Monitoramento de tráfego e anomalias

Utilize ferramentas de monitoramento de tráfego para identificar padrões incomuns ou picos de tráfego. Isso ajudará a detectar possíveis ataques DDoS ou outras atividades suspeitas.

Considere usar serviços de mitigação de DDoS, que podem ajudar a filtrar o tráfego malicioso e manter seu site online mesmo sob ataques volumétricos.

#3 Segurança da aplicação web

Garanta que suas aplicações web estejam protegidas contra vulnerabilidades comuns, como injeção de SQL, cross-site scripting (XSS) e cross-site request forgery (CSRF). Realize testes de segurança em sua aplicação antes do evento.

#4 Patch e atualização de software

Mantenha todos os seus sistemas, servidores e aplicativos atualizados com as últimas correções de segurança. Muitos ataques exploram vulnerabilidades conhecidas que poderiam ser evitadas com atualizações adequadas.

#5 Autenticação e controle de acesso

Reforce os mecanismos de autenticação e controle de acesso. Utilize autenticação de dois fatores (2FA) sempre que possível, especialmente para contas administrativas.

#6 Monitoramento de registros (logs)

Configure o monitoramento e análise de registros de eventos para identificar atividades suspeitas. Isso pode ajudar a identificar tentativas de invasão e outras atividades maliciosas.

#7 Backup e recuperação de dados

Realize backups regulares dos seus dados e sistemas críticos. Em caso de um ataque cibernético bem-sucedido, você poderá restaurar suas operações mais rapidamente.

#8 Treinamento de equipe

Eduque sua equipe sobre práticas seguras na internet, como identificar phishing, evitar downloads suspeitos e proteger informações sensíveis.

#9 Plano de resposta a incidentes

Tenha um plano de resposta a incidentes pronto, documentando os passos a serem tomados em caso de violação de segurança. Isso ajudará a minimizar o impacto em caso de um incidente.

#10 Comunicação com os clientes

Informe seus clientes sobre medidas de segurança que estão sendo implementadas durante o período de Black Friday. Isso ajuda a construir confiança e transparência.

#11 Escalabilidade da infraestrutura

Certifique-se de que sua infraestrutura seja escalável para lidar com o aumento de tráfego durante o evento. Isso ajuda a manter o desempenho e a disponibilidade do seu site.

Como o SD-WAN da Algar Telecom pode te ajudar

O SD-WAN (Software-Defined Wide Area Network) é uma solução tecnológica que a Algar Telecom oferece para otimizar e gerenciar redes empresariais de maneira mais eficiente.

Desenvolvida em parceria com a Fortinet, a solução permite que os MSSPs ofereçam serviços avançados que se adaptam a diferentes ambientes e requisitos de segurança do cliente.

Dessa forma, por meio da solução SD-WAN, as organizações podem estabelecer conexões entre suas diferentes unidades operacionais, permitindo que os dados fluam pela rede com a capacidade de monitorar e priorizar aplicativos. Este sistema coloca grande ênfase na segurança, utilizando protocolos e criptografia para assegurar a confidencialidade dos dados na rede do cliente.

Para além da priorização da segurança na solução, toda a administração e assistência relacionadas a essas redes virtuais são gerenciadas de forma remota ou por meio de um suporte técnico regionalizado, por meio  de colaborações com outros provedores de serviços.

Descubra a solução ideal para sua empresa, entre em contato com a Algar Telecom para saber mais.

 

Avalie este post