Computação em nuvem: o que é, como funciona e vantagens

o que é computação em nuvem e como funciona?

A computação em nuvem transformou a forma de operar a TI da maioria das empresas que antes usavam um modelo baseado em aquisições de hardwares e agora vivem uma perspectiva de contratação de serviços especializados.

Em 2022, a expectativa é que os gastos corporativos de TI alcancem mais de US$ 1,3 trilhão. 

Tal investimento deve chegar a quase US$ 1,8 trilhão em 2025, impulsionados, principalmente, pelo avanço da computação em nuvem, que representará mais de US$ 900 bilhões segundo o Gartner.

Diante dessa realidade, é muito importante se informar, por isso a Algar Telecom preparou esse conteúdo sobre computação em nuvem. Nele, iremos abordar:

  • O que é computação em nuvem (Cloud Computing)?
  • Quais as vantagens da computação em nuvem?
  • Quais os tipos de computação em nuvem (Cloud Computing)?
  • Tipos de serviços em nuvem (IaaS, PaaS, sem servidor e SaaS).
  • O que é possível fazer com a computação em nuvem?
  • Cloud Plus: um serviço completo de computação em nuvem.

Para melhorar o seu entendimento sobre o assunto, sugerimos esse infográfico especialmente desenvolvido para quem quer saber mais sobre computação em nuvem: 10 vantagens do Cloud Plus para o seu negócio.

LEIA TAMBÉM: As vantagens da computação em nuvem para micro e pequenas empresas

O que é computação em nuvem (Cloud Computing)?

A computação em nuvem se refere à distribuição dos serviços e dados de empresas, organizadas em servidores na nuvem e não servidores físicos na própria empresa. 

Isso significa que computação em nuvem comporta infinitas possibilidades de aplicações, como: compartilhar banco de dados, redes, software, e-commerces, sistemas de gestão tais como ERP, CRM, folhas de pagamento, intranet entre outros recursos pela web.

Aqui cabe uma observação importante. Ao contrário do que muitos ainda pensam, nuvem e virtualização não são a mesma coisa. 

É algo que muita gente ainda confunde. A virtualização é a ação de um software para criar uma infraestrutura virtual a partir de uma estrutura física. 

Por meio desse processo, uma máquina é capaz de executar diferentes sistemas operacionais ao mesmo tempo em que executa outras ferramentas.

Ou seja, a computação em nuvem depende da virtualização, uma solução é resultado da outra. Dessa forma, a empresa não conseguiria contratar a computação em nuvem sem o uso da virtualização.

A virtualização suporta o ambiente da nuvem e, por isso, costuma ser confundida com ela. 

Isso acontece porque a solução suporta a criação de uma nuvem particular, o que é diferente do serviço de armazenamento na nuvem terceirizada.

E quem utiliza a tecnologia em nuvem? Hoje a computação em nuvem não é mais exclusividade de grandes empresas, pequenas e médias já estão migrando para essa perspectiva tecnológica e conquistando performance técnica e otimizando processos.

Quais as vantagens da computação em nuvem? 

O que oferece a computação em nuvem?

Há muitas vantagens para uma empresa quando ela decide pela computação em nuvem (Cloud Computing), para que você possa visualizar todas essas vantagens, enumeramos algumas delas e desenvolveremos melhor cada tópico:

  • Valor e elasticidade.
  • Maior segurança e backup automático.
  • Desempenho e agilidade.
  • Comunicabilidade.
  • Gerenciar incidentes com facilidade.

Valor e elasticidade

A computação em nuvem diminui os custos com maquinário e espaço físico para guardá-los e gerenciá-los. 

Uma empresa que não utiliza a computação em nuvem, quando precisa aumentar a disponibilidade de sua rede, aumenta o espaço, compra mais data centers, investe em infraestrutura. 

Já a computação em nuvem (Cloud Computing) permite aumentar a sua estrutura de forma quase imediata, basta ampliar o serviço, garantindo a elasticidade dos investimentos. 

Ou seja, não é preciso adquirir maquinário e investir mais dinheiro na expansão. A empresa solicita a ampliação da rede para o fornecedor e, em poucos minutos, tem sua solicitação atendida.

Maior segurança e backup automático

Uma das principais desvantagens de um sistema físico é que os backups não podem ser programados. O processo depende de intervenção humana. Ou seja, caso o profissional esqueça ou não possa realizá-lo naquele momento, as informações da empresa ficarão desprotegidas.

Com a computação em nuvem, o backup é realizado de forma programada, com horários definidos pela própria empresa ou responsável pela TI. Além disso, todos os recursos podem continuar sendo usados durante esse período de cópia segura. 

Outro ponto é o monitoramento de incidentes por inteligência artificial, que pode identificar de maneira rápida qualquer ação suspeita, neutralizando-a com mais agilidade. Isso aumenta a segurança dos dados da sua empresa.

Desempenho e agilidade 

O processo de migração, compartilhamento ou transferência de dados acontece de forma simples e rápida. Como as informações estão na nuvem, basta fazer o envio dos dados de um local para o outro. 

Assim, não é necessário utilizar drives ou recursos externos, o que reduz consideravelmente o tempo do processo.

Comunicabilidade 

Uma infraestrutura física é limitada em diversos aspectos, quando comparada com a computação em nuvem. Dentre essas limitações, há uma relacionada com a integração. 

Não é possível integrar todo e qualquer sistema a uma infraestrutura física: é necessário fazer intervenções em cada máquina que utilizará o sistema.

Já a cloud computing proporciona uma integração simples com diversos tipos de soluções. Existem integrações empacotadas que permitem isso, ou a empresa também pode contar com APIs de integração. Tudo de forma rápida, simples e ágil.

Gerenciar incidentes com facilidade

Ao sinal de qualquer falha ou pane no sistema de dados da empresa, um grupo de profissionais precisa correr para o Centro de Processamento de Dados. Isso não acontece quando a organização utiliza a computação em nuvem

Sendo assim, todas as informações e dados da empresa podem ser acessados e gerenciados a partir de qualquer computador, por meio de um login de acesso.

Essa solução evita ainda que um técnico tenha que correr para a empresa fora do seu expediente ou aos fins de semana, por exemplo. Afinal, ele é capaz de acessar os dados de qualquer computador ou até dispositivo móvel.

Quais os tipos de cloud computing?

De forma bem pragmática, há basicamente 3 formas de nuvens e nós vamos explicar do que se trata cada uma delas:

  • Nuvem pública
  • Nuvem privada
  • Nuvem híbrida

Nuvem pública

É a modalidade de cloud computing mais popular atualmente. Trata-se de um provedor de serviço terceirizado que oferece ferramentas de compartilhamento e armazenamento via internet. 

Tais nuvens públicas são administradas pelo provedor do serviço e sua infraestrutura, incluindo software e hardware, é de responsabilidade da empresa contratada.

No entanto, elas se destacam pela possibilidade de uso com valores mais acessíveis, além dos serviços que podem ser acessados por uma conta utilizando algum navegador web ou aplicativo.

Nuvem privada

Ao contrário da nuvem pública, a computação em nuvem privada é um modelo de armazenamento que costuma ser utilizado especialmente por uma única empresa ou organização.

Isso porque elas estão localizadas fisicamente no data center local da companhia, de modo que sua conexão é interna e off-line.

Além disso, algumas empresas também podem pagar por provedores de serviço terceirizados para realizar a instalação da nuvem privada.

Nesse caso, o modelo inclui todos os serviços e infraestruturas inseridos dentro de uma rede privada, mesmo que pertençam a um provedor externo.

Nuvem híbrida

A nuvem híbrida nada mais é do que o resultado da combinação dos serviços da nuvem pública e privada. Esse é o modelo mais recente a ser comercializado atualmente.

Essa categoria oferece uma tecnologia que possibilita o compartilhamento de dados em ambas as versões, on-line e off-line.

Dessa forma, sua flexibilidade é maior para as empresas, além de trazer mais opções de implementação e novas infraestruturas para a organização, podendo focar em um ou outro modelo, mas mantendo ambos em funcionamento.

Tipos de serviços em nuvem (IaaS, PaaS, sem servidor e SaaS)

tipos de serviços em nuvem

Bem, mas voltando ao tema principal deste conteúdo, a oferta de serviços da nuvem normalmente acontece de três formas, IaaS, PaaS e SaaS, sendo que nem uma delas gera a necessidade de infraestrutura física maior do que a empresa já tem. 

SaaS – Software as a Service

SaaS, sigla para Software como Serviço, é a camada mais operacional na estratégia de uso da tecnologia em nuvem de uma organização. 

Ela representa o software hospedado na infraestrutura em nuvem entregue aos usuários finais como um serviço geralmente acessado por meio de um site específico.

Os serviços de SaaS estão, na maioria, disponíveis com um modelo de pagamento por assinatura e todo software é fornecido e gerenciado por um fornecedor. 

Isso significa que você não precisa instalar ou configurar nada, bastando usar login e senha para utilizar o que precisa.

PaaS – Plataform as a Service

Poucas pessoas de negócios irão interagir com um PaaS, sigla para Plataforma como Serviço, já que é uma tecnologia voltada, principalmente, para desenvolvedores e profissionais de criação de sistemas.

É uma forma de serviço mais rara e específica, voltada para um nicho de empresas um pouco mais avançadas tecnologicamente e que abrigam processos e demandas de trabalho mais complexas.

IaaS – Infrastructure as a Service

Aqui temos uma das camadas fundamentais da computação em nuvem. O IaaS, sigla para Infraestrutura como Serviço, é que oferece os recursos de armazenamento, rede e computação necessários para o ambiente corporativo.

Por meio dele, a empresa tem o serviço em nuvem que fornece a infraestrutura básica, funcionando na prática como um data center virtual. 

Os serviços de IaaS podem ser usados ​​para diversas finalidades, desde hospedar sites até analisar ações de big data. Os clientes podem instalar e usar os sistemas operacionais e as ferramentas de que precisam nessa infraestrutura e começar a usar.

O que é possível fazer com a computação em nuvem?

Como é o funcionamento da computação em nuvem?

Há muitas perspectivas de como a computação em nuvem (Cloud Computing) irá impactar sua empresa, indo direto ao ponto, listamos alguns itens práticos de sua usabilidade: 

  • Armazenamento, backup e recuperação de dados.
  • Mudar modelos tecnológicos com agilidade.

Armazenamento, backup e recuperação de dados

Você não precisará mais daquele monte de HDs, máquinas e computadores. 

Claro, é muito importante guardar documentos estratégicos em backup físicos, porém a maioria do seu acervo pode ser transferido para a nuvem, um meio seguro e otimizado de lidar com seus dados, permitindo ferramentas de recuperação de informações caso um imprevisto aconteça.

Mudar modelos tecnológicos com agilidade

E se você descobrir que o modelo organizacional da sua empresa está todo errado? Ou mesmo se deparar com novas possibilidades de organização de dados? 

Com suas informações guardadas em modelo de nuvens, você poderá implementar mudanças e ajustes de maneira muito mais prática e rápida.

Cloud Plus: um serviço completo de computação em nuvem.

A Algar Telecom, através do Cloud Plus, oferece a seus clientes uma estratégia Multicloud que combina vários serviços de nuvem, de diversos fornecedores, em uma arquitetura heterogênea e com uma série de vantagens. Entre elas:

  • Otimiza processos e aumenta produtividade 
  • Proporciona Flexibilidade e Elasticidade
  • Aumenta a Segurança e a Inovação
  • Suporte Diferenciado da Algar Telecom

Saiba mais no vídeo abaixo:

Otimiza processos e aumenta produtividade 

Quando os processos estão funcionando de maneira adequada, o famoso “tudo redondo”, o aumento de produtividade da equipe é o primeiro fruto a ser colhido. 

Ao adotar uma estratégia Multicloud, você pode contar com os principais e melhores players de nuvem pública do mercado, todos eles em sua empresa. 

Com essa solução eficiente para a computação em nuvem da sua empresa, você terá:

  • Dados Free: transferência de dados sem custos adicionais para sua operação na nuvem Cloud Plus.
  • Pagamento em real: para que você saiba exatamente quanto vai pagar a cada mês e não arcar com os custos da variação cambial.

Proporciona Flexibilidade e Elasticidade

Você pode construir um ambiente cloud heterogêneo, contratando serviços de diferentes players, levando em consideração a eficiência em aplicações específicas, a segurança e o preço.

Ao diversificar seus fornecedores de serviços em nuvem, você ganha autonomia, além de poder escolher os recursos que melhor se adaptam ao seu negócio, tornando mais apto a ser expandido e transformado no decorrer das demandas.

Aumenta a Segurança e a Inovação

No universo da tecnologia, não há mais como falar de inovação sem falar de segurança, diante de tantos ataques e dificuldades, conseguir performance e segurança é uma grande inovação. 

Por conta disso, a Algar se preocupa com cada detalhe da segurança do serviço de Cloud Plus, tudo para blindar a sua empresa de ataques externos.

Suporte Diferenciado da Algar Telecom

Além disso, a satisfação de parceiros e clientes é fundamental quando se fala de serviços de tecnologia. 

Por isso, oferecemos suporte diferenciado, o que faz com que a Algar Telecom tenha um índice de 94% de aprovação dos clientes empresariais. 

Isso, em grande parte, deve-se a um atendimento próximo e de qualidade.

Conclusão

A Algar Telecom acredita que adequar sua empresa às perspectivas de computação em nuvem (cloud computing) é imprescindível para o futuro dos seus negócios, tanto no quesito de performance quanto no quesito segurança. 

Por isso, disponibilizamos uma equipe de especialistas prontos para atender você em qualquer implementação que precisar, conte com a gente.

Ficou interessado no serviço de Cloud da Algar? Conheça agora a plataforma de gerenciamento de nuvem da Algar!

Avalie este post